La Paz - Bolívia

Oi galera!

Hoje eu vou contar um pouquinho sobre a cidade de LA PAZ, a sede do governo da Bolívia, que fica a 3.660m de altitude e tem aproximadamente 2.087.597 habitantes, o que é MUITA gente.

Se você tá organizando sua viagem ou até mesmo só quer conhecer um pouquinho mais, eu vou te ajudar dando algumas dicas que podem ser fundamentais para o seu passeio.

Então, eu fui duas vezes para La Paz de tanto que eu gostei, e em ambas me hospedei no LOKI (http://www.lokihostel.com/la-paz), dá para reservar pelo site e o preço é bom, de 49 a 64 bolivianos, assim como também os preços das comidas e bebidas, que variavam de 15 a 30 bolivianos. A localização é um ponto positivo também, pois fica bem perto da rodoviária (12 bolivianos de taxi, mas tem que pechinchar porque podem cobrar até 28!! – sim, me cobraram isso, mas eu consegui por menos!.), é perto da praça central, da calle de las brujas, etc. E ah, claro! As festas do hostel são bem animadas, música, jogos, e happy hour com muuuuuita Paceña (cervaja de lá). As pessoas que também estavam hospedadas por lá eram muito legais e de vários lugares do mundo, mas claro, tinha muuuuito brasileiro, hahaha! Faziam a pré por lá e iam para alguma boate ou bar, como o Hard Rock La Paz ou Malegria.

Eu recomendo você procurar uma agência de viagem – porque os preços variam muito – eu paguei 70bs para o passeio do Valle de la luna e Chacaltaya.

- Valle de la Luna: o ingresso é de 15 bs e é um sítio arqueológico com formações que aparentam o solo da lua. Não tem muito (nada) o que fazer lá, só caminhar e tirar fotos, então não é preciso gastar muito tempo.

- Chacaltaya: É um monte nevado muito lindo. A van da agência te leva e faz várias paradas para fotos e depois você pode escolher entre caminhar até o topo ou ficar esperando os coleguinhas. É importante levar um remédio – hojas de coca ou sorotipil – caso tenha problemas com a altitude.

- Estrada da morte: Essa eu não tive coragem de fazer. Mas lembro que você pagava em torno de 120 bs dependendo da biciclete que escolher e ia para o passeio. Conheci muitos que fizeram e claro, todos adoraram!

- Tiwanaku: Para ir ao sítio arqueológico que fica aproximadamente 1h30min do centro de La Paz, você pode ir com uma agencia ou por conta própria com as vans que saem do cemitério. Eu peguei uma van e fui, o que não deu muito certo pra mim, é melhor ir com uma agência que te leva e te traz de volta. A entrada para o parque é 80bs para estrangeiros e tem barraquinhas vendendo lembranças, mas não vale a pena comprar por lá.

- Calle de las Brujas: Só pegar o mapa ou perguntar pra alguém na rua que todos te dizem onde é. Lá é o MELHOR lugar para se comprar lembranças, tirar fotos, achar tudo o que você quer levar da Bolívia. A rua é conhecida assim porque tem várias lojinhas que vendem coisas de ‘bruxaria’, tem feto de lhama pendurado, sabonetes que trazem dinheiro, amor, etc. Se você é supersticioso vai adorar o lugar. As blusas de alpaca são fáceis de ser encontradas, assim como também tênis personalizado com estampas locais, bolsas, luvas, cadernos, chaveiros, artesanato, etc. Os preços variam mas acabam na média, como sempre, pechinchem o máximo!

- Outros lugares legais também de conhecer são: Praça Murillo, a Catedral Metropolitana de La Paz, Iglesia de San Franciscoe também o teleférico que proporciona uma vista incrível da cidade.

- El Alto: Para chegar nessa cidade (a quarta maior da Bolívia) você precisa pegar o teleférico vermelho (rojo), a vista é linda e no meio do caminho tem um “ponto turístico” hahaha, pelo menos todos tiram foto, é um carro que caiu e ficou preso entre as rochas. Enfim, eu fui em um domingo pela manhã e é lá que acontece a maior feira a céu aberto – 16 de julho – toda quinta e domingo. Você vai encontrar tudo. T-U-D-O. A parte de roupas é composta por produtos imporados, alguns de segunda mão, usados ou semi-novos, e alguns com defeitos mínimos que são vendidos por uma pechincha (comprei um cardigã por 1bs.).

A comida em LA PAZ não é a melhor. Você vai encontrar restaurantes bons, porém caros. Pela maioria dos lugares que eu andei, a comida tinha aspecto sujo e não me agradava, então optei por comer somente no hostel. Como minha amiga passou mal (tenha sempre um floratil ou outro remédio do tipo por perto) fomos pro médico que nos receitou sopa, e por isso fomos em um charmoso restaurante 24horas na Plaza del Estudiante, que GRAÇAS, tinha uma comida boa, sem muita fritura e gordura.

É bom lembrar que aos domingos praticamente tudo fecha e é bem difícil achar um lugar para comer ou fazer ligações ou trocar o dinheiro, então se previna! Ah, é importante lembrar que se você está planejando sua viagem para perto do carnaval ande com uma capa de chuva e compre um spray de espuma. Você vai me agradecer.

Espero ter ajudado, e que sua viagem seja inesquecível e cheia de histórias como a minha!

Beijos.

2 thoughts on “La Paz - Bolívia

  1. Olá. Eu estarei em um fim de semana em La Paz (sex-sab-dom). É possível eu conhecer os principais pontos turísticos? E o comércio, como fica?

    1. Oi, bom dia! é possivel conhecer os principais pontos turísticos sim! E infelizmente não sabemos informar sobre os horários de abertura das lojas, mas acredito que aos sábados esteja aberto sim! Vale a pena conferir o horário e data de abertura dos museus e outros pontos turísticos, que normalmente não funcionam todos os dias! Espero que você tenha uma ótima viagem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *