Viajando solas, pero No Pasa Nada : ÍNDIA

 


 Viajando Solas, pero No Pasa Nada


 

Screenshot_20160311-062805-01

FICHA TÉCNICA: 

Nome : Ana Carolina Rocha

Idade: 20 anos

Profissão: Estudante de Relações Internacionais

País de Destino: Índia

Duração da viagem: 6 meses

Motivo da viagemEntrei em um programa de estagio em uma universidade por 1 semestre. Nao tem nada a ver com a universidade no Rio, tranquei mesmo e vim trabalhar aqui com as comunidades rurais.

   

PERGUNTINHAS :

1. O que te levou a decidir o destino?

Meu pai segue uma guru indiana, Amma, e vem todo o ano pra cá. Eu mesma já vim uma vez ha 3 anos. A universidade que eu to trabalhando é da Amma, entao acabei descobrindo a oportunidade através dela.

c3

2. Você foi sozinha?

Meus pais vieram comigo pra me ajudar a arrumar tudo, lugar pra ficar etc. Eles ficaram 3 semanas e foram embora, agora estou sozinha.

 

3. Você ficou com medo de ir sozinha? O que as pessoas ao seu redor falaram? 

No começo eu tava achando tranquilo, mas quando chegou perto da viagem a ficha começou a cair e o medo bateu. Não conhecer ninguém e ir sem nenhuma companhia começou a me deixar meio tensa. Apesar de já ter vindo e saber mais ou menos como é a universidade, eu não fazia ideia do como as viagens pras vilas iriam ser... As pessoas falando era a pior parte. Perguntas como " nossa porque você não vai pra França?" Ou " ai Índia é muito suja!!! Não vai pra la não!" Eram muito comuns.... Mas também rolava aqueles " uau que coragem" ou " hmmmm.... Diferente ein!" Hahah enfim, tive que ter paciência com algumas pessoas...

 

4. quais eram as expectativas para a sua viagem e quais você achava que seriam os principais problemas que você iria encontrar por ir sozinha ? O que você acabou encontrando por lá ? 

Eu meio que já sabia qual era o esquema dos quartos no lugar que eu ia ficar. Sem chuveiro, água fria, banheiro estilo indiano, quarto sem nenhum conforto!!! Os problemas que eu achava que ia ter eram todos culturais, se eu ia conseguir comer a comida deles, me vestir me cobrindo toda num calor de 40 graus... c1Eu tava bem nervosa em relação a isso tudo. Ainda não to nem no meio da minha viagem mas acho que to me virando muito bem. Já me acostumei com tudo praticamente, to comendo coisas que eu nunca imaginaria que eu iria comer, e com certeza meus padrões mudaram porque hoje em dia acho o quarto que eu to ótimo!!! O meu maior medo era ficar sozinha, mas eu conheci muita gente e tenho certeza que não to sozinha aqui.

 

5. O que você acha que mudou em você ter ido sozinha? A experiência seria a mesma se você tivesse ido com outras pessoas? 

Passar 6 meses sem companhia tem pros e contras. Você é obrigada a não falar português por bastante tempo, o que é bom, mas as vezes frustante... E você não tem escolha, tem que fazer amizade! Isso é a melhor parte, ao invés de ja vir com a panelinha brasileira montada, toda hora você ta conversando com pessoas diferentes e conhecendo mais gente. Com certeza teria sido diferente se alguém tivesse vindo comigo, e eu fiquei bem feliz de vir sozinha no final.

       

6. Qual o conselho que você dá para meninas que querem viajar sozinhas? 

Eu aprendi que ate na Índia é possível uma menina viajar sozinha, é claro tomando cuidados e levando em consideração qual parte do pais estamos falando. A unica coisa que eu acho importante é planejar tudo antes de sair de casa. Saber certinho qual o trem que você vai pegar e qual o horário, mais ou menos o preço das coisas pra não ser c2enganada ( isso vale pra basicamente toda a Ásia) e coisas do tipo. Se você pesquisar antes e tiver preparada, o resto é tranquilo.

 

 7.  Agora para ajudar as outras viajantes pelo mundo, o que você acha que não pode falta na mala de uma mulher? 

O que eu acho super necessário: álcool gel, lencinhos ou lencinhos umedecidos, uma colher (!!! Pelo menos na Índia hahaha), e obvio sempre andar com copia do passaporte e visto.

 

 

 

 

       

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *